quinta-feira, 30 de junho de 2016

DESVANTAGEM: POLICIAIS MORTOS EM QUIXADÁ USAVAM APENAS REVÓLVERES E PISTOLAS

Três policiais militares foram assassinados a tiros na tarde desta quinta-feira (30) na cidade de Quixadá, interior do Ceará. Segundo informações da polícia, os três agentes de segurança foram mortos durante um tiroteio com criminosos na localidade de Juatama.

 De acordo com a Polícia Civil, os policiais estavam usando revólveres e pistolas e entraram em confronto com um bando armado com armas de grosso calibre. Dois policiais baleados morreram ainda no local. O terceiro agente de segurança chegou a ser socorrido para o Hospital Municipal de Quixadá, mas não resistiu aos ferimentos e também faleceu.

QUIXADÁ CE: TRÊS PMS MORREM EM CONFRONTO COM BANDIDOS




Um tiroteio entre policiais militares com bandidos durante a tarde desta quinta-feira, 30, no distrito de Juatama, no município de Quixadá, deixou três policiais militares mortos e um baleado gravemente.

Conforme as primeiras informações, uma grande mobilização policial está sendo deslocada para prender os criminosos. Um Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas- CIOPAER já foi acionado.

Uma policial feminina também teria sido feita refém, porém depois liberada.

A informação foi confirmada pelo Comando da Policia.


TURURU CE: PROCAP APREENDE 400 MIL REIAS NA CASA DE PREFEITO DE TURURÚ

A Procuradoria dos Crimes Contra a Administração Pública (PROCAP) do Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), com o apoio do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas, Polícia Civil e Perícia Forense (PEFOCE), realizou na manhã desta quinta-feira (30/06) a operação “Caracol”, cumprindo mandados de busca e apreensão expedidos pela Desembargadora Lígia Andrade, para investigar supostas fraudes em licitações na Prefeitura de Tururu.
As buscas aconteceram na residência do prefeito Raimundo Nonato Barroso Bonfim, em Fortaleza, em sua fazenda na cidade de Tururu e na sede da Prefeitura Municipal. Foram apreendidos mais de 380 mil reais na fazenda pertencente ao prefeito. A Procuradoria dos Crimes Contra a Administração Pública investiga supostas fraudes nas licitações municipais, que ocorreriam por meio da falsificação de assinaturas e de associações, destacando-se a Secretaria de Ação Social de Tururu.
A PROCAP é coordenada pela vice-procuradora-geral de Justiça, Vanja Fontenele, e a operação desta quinta-feira contou com o apoio dos promotores de Justiça Deolinda Noronha, Guilherme de Lima Soares, Régio Vasconcelos, Sérgio Peixoto, Ronald Rocha, Rinaldo Janja e Felipe Diogo. Além do MPCE, a operação contou com o apoio dos delegados Socorro Portela Alves do Rego, Domingos Sávio Diógenes Pinheiro, José Hugo de Alencar Linard Filho e Antonio José dos Santos e mais dois escrivães, 12 inspetores da Polícia Civil e o perito Ravi Barreira da PEFOCE.

Assessoria de Imprensa

Ministério Público do Estado do Ceará

Fone: (85) 3452.3769/3452.3781

Email: imprensa@mpce.mp.br

quarta-feira, 29 de junho de 2016

PRESO EM TIANGUÁ SUSPEITO DA MORTE DE CRIANÇA DE UM ANO E SEIS MESES


Na tarde desta terça-feira, 28/06, por volta de 15h, foi determinado pelo Tenente Coronel Paulo de Tasso, Comandante da 2ª CIA/3ºBPM, que fosse realizada uma operação para apurar uma denúncia anônima de que um indivíduo conhecido pelo nome de “MAURÍCIO” seria um dos suspeitos do crime de latrocínio ocorrido na segunda (27), na zona rural de do município de Frecheirinha, que matou com um tiro, uma criança de apenas 01 ano e 06 meses de idade.

A denúncia dava conta de que “MAURÍCIO” estaria circulando pelas ruas de Tianguá, numa moto Titan FAN, cor preta, placa NIE 9417, e que havia comentado que tinha participado de um roubo em que foi morta uma criança. O crime ocorreu na Vila Lagoa do Barro no Sítio Pavão na Zona Rural de Frecheirinha.



O CRIME 
Três homens e uma mulher, em duas motos armados com armas de fogo foram praticar um roubo a um estabelecimento comercial na zona rural de Frecheirinha, durante o crime um dos homens efetuou um disparo atingindo a cabeça de uma criança de apenas um ano de idade, em seguida atirou também no pai da criança.

 A criança faleceu antes de dar entrada no hospital e o pai, apesar da lesão a bala não corre risco de vida. Do estabelecimento comercial foi levado apenas a quantia de R$ 60 reais em dinheiro.

VÍTIMA

A Operação foi executada pelos Policiais Militares da Ronda do Quarteirão de Tianguá sob o comando do Subtenente Castro juntamente com Cabo Tiago, Soldado Henrique, Soldado Kildere, Soldado Albuquerque, Soldado Oliveira e Soldado Devanger, os quais fizeram as diligências e conseguiram efetuar a prisão do suspeito denunciado anonimamente, sendo identificado por:

FRANCISCO MAURÍCIO MENDES DE ARAÚJO, 19 anos, natural de Tianguá, residente na Rua do Meio, no Bairro Santo Antônio em Tianguá.

A moto foi apreendida e recolhida a Delegacia de Polícia Civil de Tianguá. Maurício foi reconhecido por familiares da criança assassinada, como sendo o autor do disparo que matou o garotinho de 01 ano e 06 meses.

O suspeito encaminhado para a Delegacia de polícia Civil de Tianguá, onde foi autuado pelo Delegado Miguel no artigo 157, § 3º do CPB, (Latrocínio), ficando à disposição da Justiça.

As investigações continuam no intuito de identificar os outros que participaram desse crime bárbaro. A Operação contou com a participação do Subtenente Ivan, Comandante do Destacamento da Cidade de Frecheirinha.J


terça-feira, 28 de junho de 2016

CEARÁ: PMS E POLICIAIS CIVIS SE ENVOLVEM EM INCIDENTE

Senhores, Boa tarde! Vou narrar um pouco da história pra que vcs entendam a situação. Nos saimos da Dnarc hoje por volta das 10:40 para um serviço na região do Barra do Ceará. Trabalhamos em vtrs descaracterizadas, mas já saímos da divisão com SIRENE e INTERMITENTES ligados. Quando estávamos na Av. Domingos olímpico com Av. Do imperador o sinal estava fechado e um ônibus estava impedindo nossa passagem, além dos demais carros. Um dos nossos policiais desembarcou e solicitou ao ônibus que abrisse passagem. Quando o policial retornou a vtr uma vtr da PM parou lado a lado conosco e perguntou: "que Polícia é essa ai? Civil, Federal? Eu respondi: "Polícia  cívil irmão! Estamos em uma situação  de emergência". E seguimos viagem. Nisso, observei pelo retrovisor que eles nos acompanhavam e longe, sem ligar sinere ou intermitente. No cruzamento da Av. Duque de Caxias com sua Rua José jathay desligamos recolhemos o intermitente e desligamos a sitene por que nos aproximavamos do lugar da situação nossa. No sinal da Av. Francisco Sá com rua silva jathay fomos abordados. Nesse desembarcados da vtr com as mãos para o alto. Depois do primeiro momento indagamos o pq de abordar uma vtr com policiais que se identificaram como tal e estavam trafegando com sirene e intermitente LIGADOS. Começou um nada nova e várias viaturas da PM chegaram ao local. Após alguns instantes a situação começou a traquilizar. APESAR DA SITUAÇÃO ESDRÚXULA DE ABORDAR UMA VTR NAQUELAS CONDIÇÕES estávamos conversando de Boa com a composição que nos abordar inicialmente, tendo inclusive nos identificado. Foi quando chegou ao local um CAPITÃO PM falando alto com todos, pedindo NOVAMENTE identificações e dando voz de prisão aos policiais civis. Foi quando começou nova confusão e tentaram algemar um dos policiais civis. Que EM MOMENTO NENHUM DESTRATARAM OS COLEGAS POLICIAIS MILITARES, APENAS TENTARAM RETIRAM O COLEGA DA SITUACAO INACREDITAVEL QUE ALI ACONTECIA.Todo essa situação estaba sendo informada em tempo real aos delegados. QUERO DIZER AQUI QUE NÃO TEMOS NADA CONTRA A PM, NOSSA FORÇA COOIRMÃ. TEMOS AMIGOS LÁ INCLUSIVE. MAS LAMENTAMOS A SITUAÇÃO ESDRÚXULA QUE ACONTECEU! COMO CONFUNDIR UMA VIATURA DESCARACTERIZADA, MAS OSTENTANDO SIRENE E INTERMINTENTE, DESEMBARCANDO PARA ABRIR PASSAGEM NO TRÂNSITO,  COM BANDIDOS? HAVIA ALI SITUAÇÃO DE SUSPEIÇÃO? O GD da PC na ciops informou aos colegas PM que aquele era um carro locado que pertencia a Policia Civil. NÃO QUEREMOS CRIAR POLÊMICAS, MAS O QUE É FATO É QUE  COLEGA SAIU LESIONADO DO LOCAL, DENDO SUA HONRA FERIDA. ISSO NÃO PODE PASSAR EM BRANCO! O PRECEDIMENTO ADMINISTRATIVO E PENAL FORAM INSTAURADOS. NÃO GUARDAMOS MÁGOA OU RANCOR DOS COLEGAS PMS. ESTAMOS SEMPRE A DISPOSIÇÃO DOS COLEGAS PRA QUALQUER APOIO, SEJA PC OU PM! TENHO CERTEZA QUE ESSE TAMBÉM É O PENSAMENTO DE TODOS OS POLICIAS CIVIS. E LEMBREM- SE AMIGOS NOSSO INIMIGO É OUTRO. E AOS COLEGAS PM ENTENDAM QUE A PC PARA FAZER O TRABALHO INVESTIGATIVO COM EXCELÊNCIA TEM QUE TRABALHAR COM DESCRIÇÃO E SILÊNCIO. É LEMBREM-SE, A POLÍCIA CIVIL DO CEARÁ EXISTE E TRABALHA DURO PARA SER RECONHECIDA. ASSIM COMO SABEMOS QUE A VCS É INCUBIDO O POLICIAMENTO OSTENSIVO E O FAZEM COM LOUVOR.

Versão de um PC que estava no local do ocorrido

Fonte: watsap


SEGREGAÇÃO NA POLICIA MILITAR CEARENSE?


Nada contra os especiais Choque/Raio. 
Lembrei da entrevista dada pelo Governador justificando a vinda da força nacional para o Ceará, dizendo q seria pra liberar as forças especiais pra trabalharem nas funções normais de rua, e o q vemos são fugas e tentativas de resgate mesmo com os especiais por lá dando reforço com a IRSO fora a gratificação de especiais q somando salário de 3300 + gratificação de 1300 + IRSO de 960 e em agosto recebendo as metas diferenciadas de 1500 reias com uma média das AIS.
EU PERGUNTO A QUEM INTERESSA ESSA SEGREGAÇÃO DENTRO DA PM UNS RECEBENDO MAIS Q OUTROS SENDO Q TODOS FAZEM A MESMA COISA?....depois dessa ocorrência de ontem (TROCA DE TIROS COM MEMBROS DO PCC) na Dedé Brasil em que os guerreiros do ronda que não são especiais, mas que trabalham de madrugada e não tem um descanso autorizado pelo batalhão a partir das 01:00 da manhã, e que recebem 1300 reias a menos, são especiais pra suas respectivas famílias. Onde as pistolas negaram fogo com apenas três homens na viatura sem arma longa, porque não disponibilizam, mostra que mesmo com toda essa política de separação uns ainda continuam unidos. Enquanto o governador não dá a média salarial do nordeste vamos trabalhando, enquanto o governador não estende essa gratificação vamos trabalhando. Só aviso ao governo...a nossa função aqui tá sendo apenas que o inferno não se estabeleça porque a paz nunca mais veremos.
 


EM JAGUARETAMA CE CORPOS SÃO ENCONTRADOS COM TIROS NA CABEÇA




Bando armado invade cadeia pública, sequestra e fuzila bandidos suspeitos da morte de PMs em Jaguaretama.

Os dois detentos foram executados numa estrada de terra a 25 km da cidade

Sadan Diógenes, irmão do chefe qua quadrilha que matou dois policiais é um dos mortos

William Diógenes (à esquerda) comandava o bando em Jaguaretama

Um grupo fortemente armado atacou, na madrugada desta terça-feira (28), o prédio onde funcionam conjuntamente a Cadeia Pública e a sede do Destacamento da Polícia Militar da cidade de Jaguaretama, na região do Vale do Jaguaribe (a 241Km de Fortaleza). Depois de disparar vários tiros, os criminosos conseguiram invadir a unidade e sequestrar dois dos 21 presos ali confinados. Horas depois, os dois detentos foram encontrados mortos.

O resgate seguido de execução sumária teve como vítimas dois bandidos integrantes de uma quadrilha familiar cujo líder seria o assaltante e pistoleiro William Huaine Diógenes Cintra, atualmente recolhido na penitenciária federal de segurança máxima de Catanduvas, em Santa Catarina, tamanha a sua periculosidade. Os dois mortos foram identificados como Sadan Diógenes Cintra, 21 anos; e Jânio Diógenes, irmão e primo, respectivamente, do chefe da quadrilha.

Os dois foram resgatados da cadeia e levados para fora da cidade por cerca de 10 homens armados que ocupavam dois carros, sendo um deles provavelmente um modelo HB20 prata. Quando o dia amanheceu, a Polícia recebeu a informação de que os corpos dos dois detentos haviam sido encontrados por agricultores moradores da localidade de Torrões, na zona rural de Jaguaretama, distante cerca de 12 quilômetros da sede municipal. Estavam à cerca de 150 metros de uma estrada vicinal e apresentavam muitos tiros.

Um incêndio

De acordo com informações da PM, para invadir a sede do Destacamento e chegar às celas da Cadeia Pública a quadrilha encontrou um jeito de tirar dali os policiais de serviço. Era por volta de 1 hora da madrugada quando aos militares receberam um chamado de que bandidos estariam incendiado uma residência na zona rural, mais precisamente, na localidade de Sítio Ipueiras, a cerca de 25 quilômetros da cidade. Incontinenti, a patrulha se deslocou para atender à ocorrência, deixando o prédio fechado. “Quando chegamos na localidade constatamos que realmente a casa estava pegando fogo”, disse um dos militares. “Mas não havia ninguém ali”, completou.

A casa que foi incendiada no Sítio Ipueiras na madrugada desta terça-feira pertenciam aos pais de outro bandido temido na região, o pistoleiro Genilson Torquato, atualmente recolhido em um presídio na Grande Fortaleza e réu confesso de, pelo menos, 22 assassinatos em Jaguaretama e municípios vizinhos.

Genilson agia em parceria com o também pistoleiro, e assaltante, Lucivando Saraiva Diógenes, o “Gordo”, integrante do bando de “Senhorzinho Diógenes”. Eram dois matadores profissionais que aterrorizam a população de Jaguaretama até o ano de 2008, quando “Gordo” morreu em um confronto com a PM. Morte de PMs William Diógenes e seu bando foram os responsáveis pela morte de, pelo menos, dois policiais militares no começo deste ano. No dia 7 de janeiro, o bando matou o soldado PM Hudson Danilo de Oliveira, numa troca de tiros quando os criminosos assaltavam uma fazenda na zona rural de Jaguaretama. Ele foi atingido por um tiro de fuzil e morreu dois dias depois em Fortaleza. A partir de então, a PM passou a caçar o grupo.

No dia 8 de janeiro, William foi capturado num cerco comandado pelo então comandante do Destacamento da PM de Jaguaretama, subtenente PM Carlos Herbênio Almeida Bezerra. Ele estava sendo resgatado por comparsas quando foi detido. Entre os que pretendiam dar fuga ao criminoso estava seu irmão, Sadan Diógenes, que também foi capturado e, hoje, resgatado e assassinado.

Ao ser preso, William Diógenes e seus comparsas ameaçaram de morte o subtenente Herbênio. E na manhã do dia 19 de fevereiro, a quadrilha cumpriu a promessa e assassinou o militar quando este fazia Cooper nas proximidades de casa, em Jaguaretama.

JAGUARETAMA CE: BANDIDOS INVADEM CADEIA E RESGATAM PRESOS

Dois presos fugiram da Cadeia Pública de Jaguaretama, na Região do Jaguaribe. De acordo com a Polícia Civil, a fuga aconteceu na madrugada desta terça-feira (28). A polícia disse também que os homens foram resgatados por outros dois bandidos, que entraram na cadeia, renderam o segurança e ajudaram na fuga. Até a manhã desta terça-feira, ninguém foi preso.

segunda-feira, 27 de junho de 2016

PMS DO RIO DE JANEIRO REVOLTADOS REALIZAM MANIFESTAÇÃO



Manifestação de policiais e de bombeiros no aeroporto do Rio de Janeiro. Os dizeres da faixa são: "Bem-vindos ao  inferno. Policiais e bombeiros não são pagos, quem vier ao Rio de Janeiro não estará seguro."
Essas serão as Olimpíadas da vergonha !
Bilhões de reais deixaram de ser investidos novamente nas áreas da saúde, segurança e educação.

Menina de nove anos escreve carta para denunciar abusos sofridos

Uma criança de apenas 9 anos, natural de Macgadinho d'Oeste, no interior de Roraima, relatou, em carta, abusos sexuais que vinha sofrendo do padrasto.

A carta foi encontrada pela polícia na mochila da menina, que teria fugido de casa temendo novos abusos, cometidos enquanto a mãe viajava. Antes de fugir, a criança relatou ao monitor da escola onde estuda. O padrasto ainda não foi localizado desde o dia da denúncia.

Entre os relatos escritos estão detalhes dos abusos sofridos, além de um pedido de que a polícia a encontre 'por favor'. 

"Polícia, por favor venha na minha casa hoje, é muito importante, porque meu til [sic] quando minha mãe foi viajar ele fez uma coisa comigo [...] Ele aproveitou para me trancar no quarto, e tirou minha calcinha, e minha bermuda [...] Hoje eu estou mandando essa carta para o senhor, porque eu não quero aguentar isso mais", diz um trecho da carta.

De acordo com o portal G1, a justiça determinou medidas protetivas à criança, devendo o suspeito ficar no limite mínimo de 500 metros de distância da menina. 

PMS DO CEARÁ INSATISFEITOS COM SITUAÇÃO SALARIAL


MAURO FILHO CALADO É UM POETA!

Mauro Filho é ótimo em contas, mas péssimo em assessoria política. A tropa da Polícia Militar que já está desmotivada agora ficou mais ainda com as declarações infelizes do secretário. 

Imagine trabalhar por 7 anos em uma instituição, dedicando-se com todo vigor, arriscando a vida para defender as pessoas e ao ser promovido depois de quase uma década receber a imensa quantia de 80 reais de aumento. Imagine um pouco mais e defina como explicar a sua esposa que depois de 5 anos como cabo da PM você conseguiu ser promovido a terceiro sargento e vai receber a gigantesca quantia de menos de 5 reais de aumento.  Pois é, essa é a atual realidade da PM.

Senhor Mauro Filho, faça seus cálculos mas evite dar entrevistas, pois assim você acaba comprometendo o governador Camilo Santana, que PROMETEU EM CAMPANHA e APÓS AS ELEIÇÕES que melhoraria o salário dos militares estaduais e que cuidaria PESSOALMENTE da Segurança Pública do Estado.

Mauro Filho calado é um poeta!



SOLDADO NOELIO

domingo, 26 de junho de 2016

sexta-feira, 24 de junho de 2016

CE: CÉLULA DO PCC É DESARTICULADA EM MARACANAÚ



OPERAÇÃO EM MARACANAÚ

Polícia invade reunião do PCC e prende 32 membros da facção
Armas e veículos foram apreendidos pelos policiais civis. Dois dos presos usavam tornozeleira eletrônica

  
Pelo menos, três motocicletas de alta cilindrada como Hornet 650, uma CB 500 e uma CBR 650 estavam apreendidas no pátio da Delegacia
Todos as pessoas capturadas na reunião foram levadas, sob forte escolta, para a sede da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF) e autuadas em flagrante
Uma operação da Polícia Civil na noite de ontem, em Maracanaú, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), fechou a reunião de uma célula no Ceará da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC). Pelo menos, 32 pessoas que seriam integrantes do grupo foram presas entre traficantes de drogas, assaltantes e homicidas. Entre o material apreendido havia uma metralhadora, uma pistola, motos de alta cilindrada e automóveis de luxo. 

De acordo com uma fonte da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), cerca de 70 pessoas estavam reunidas em um sítio, localizado na Rua João Campos Filho, bairro Parque Tijuca, em Maracanaú. A Polícia Civil estava investigando as ações da organização e tomou conhecimento do encontro, que serviria também para comemorar a união do PCC no Estado. 

Equipes da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF) e da Divisão Antissequestro (DAS) chegaram ao local por volta das 19 horas. Testemunhas relataram à reportagem que eram mais de dez viaturas da Polícia Civil. 

Na chegada, houve um intenso tiroteio, de acordo com um policial que participou da operação. Muitas pessoas que estavam na reunião conseguiram escapar durante a troca de tiros, mas as principais lideranças acabaram presas. A quadrilha foi levada para a sede da DRF, no Bairro de Fátima.

Um dos ‘cabeças’ capturado pela Polícia Civil é o rondoniense Vagner Medeiros de Freitas, 28, o ‘Coiote’. Ele havia sido preso, em 2010, acusado de roubo de veículos e também por planejar o sequestro de um empresário cearense.

Os nomes dos demais presos, os crimes atribuídos a eles e os detalhes da operação serão divulgados, hoje, em entrevista coletiva na sede da DRF. 

O advogado de cerca de 30 presos na ação conversou com a reportagem do lado de fora da DRF, onde parentes dos suspeitos aguardavam por notícias. O defensor negou que os clientes dele fossem integrantes do PCC e informou que não era reunião de nenhum grupo criminoso, mas apenas a comemoração de um aniversário.

Um adolescente que também foi detido no sítio acabou liberado por volta das 22 horas. O pai do suspeito informou que o filho tem 16 anos e não sabia que ele estava nesse local. Na entrada da Especializada, parentes falavam ao celular e acenavam para os suspeitos presos. Todos os homens capturados na reunião estavam sentados no primeiro andar do prédio onde funciona temporariamente a sede da DRF.

quarta-feira, 22 de junho de 2016

TRAIRÍ CEARÁ: MULHER CONFESSA ASSASSINATO DO MARIDO

Uma mulher foi presa na última terça-feira (22), apontada como mandante da morte do marido, o professor Edvaldo Ferreira dos Santos (33), assassinado na frente da filha de quatro anos de idade, no município de Trairi, 136 km de Fortaleza. Em um vídeo obtido com exclusividade pela TV Cidade, Luziana Barbosa da Silva (25), apontada como mandante, relatou detalhes do crime. 

Luziana foi presa após a Polícia Civil encontrar o autor dos disparos, identificado como Ermeson, que confessou o crime e disse que foi contratado pela esposa do professor para cometer o homicídio. Além do suspeito, um adolescente foi apreendido. Luziana inicialmente negou a autoria do assassinato, mas depois assumiu. 

Chorando, Luziana disse que manteve um relacionamento durante nove anos com o professor, mas este era violento e a mulher queria se separar. “Me ajuda, Genilson! Eu queria me separar dele e ele não queria. Ele dizia que iria me matar. Ele dizia que eu ficaria sem minha filha também”, relatou, em depoimento. A declaração foi acompanhada pelo irmão da vítima, Genilson Ferreira, que negou a acusação e afirmou que Edvaldo era tranquilo. 

A suspeita relatou que foi agredida pelo professor e no mês de maio conheceu Ermeson, durante uma viagem a Paraipaba, município vizinho a Trairi. Ele foi contratado por R$ 1.000 e desde então, os dois conversavam por telefone, acertando detalhes sobre a morte do professor. No dia acordado, a mulher, o professor e a criança saíram para uma lanchonete e Luziana avisou aos suspeitos sobre o local onde estavam indo. 

No meio do trajeto, os suspeitos se aproximaram e ordenaram que a família entregasse seus pertences, simulando um assalto. A esposa ainda deu R$ 600 que estavam no bolso do professor. O dinheiro já fazia parte da negociação. Edvaldo foi atingido com três tiros nas costas e foi encaminhado a um hospital, mas não resistiu. 

Comoção

Quando a notícia da prisão se espalhou no município, dezenas de pessoas se aglomeraram na entrada da delegacia e pediam justiça pelo crime. Entre aqueles que foram ao local, estavam estudantes, familiares e amigos da vítima. 

terça-feira, 21 de junho de 2016

SARGENTO DA MARINHA MATA DOIS BANDIDOS E É PRESO POR PORTE ILEGAL DE ARMA


Compartilhe!!!
Militar da marinha do brasil reage a assalto e deixa 2 na vala,  o sgt é operações especiais, mas não tem porte de arma.
O sgt da MB vai responder por não ter porte de arma, já saiu da Delegacia, e vai direto pro AZUL, presídio da Marinha.
Provavelmente os bandidos irão
 receberem homenagens dos direitos humanos. Enquanto nossas leis vão acabar com a carreira e a vida de um herói.


Sociedade Militar 
O Globo 
Segundo informou-se, o sargento foi enquadrado por uso indevido de arma de fogo, com atenuantes como legitima defesa etc.
Desde que os militares das Forças Armadas começaram a participar de ações de combate a criminalidade passaram a ser percebidos pelos marginais como inimigos em potencial, para os bandidos os militares e os policiais agora são a mesma coisa, e isso nos coloca em situação perigosa

.http://www.sociedademilitar.com.br/wp/2016/06/graduado-da-marinha-mata-dois-criminosos-questao-do-porte-de-arma-para-graduados.html


A DIFÍCIL MISSÃO DE SER POLICIAL NO BRASIL




Uma das funções mais importantes da sociedade é a de policial, pois é essencial saber que existe alguém que pode ajudar e proteger o cidadão. Obviamente existem situações em que a imagem e a atuação da polícia ficam deturpadas o que causa uma certa distância entre os cidadãos e os policiais, mas é sempre bom saber que se pode contar com alguém numa situação difícil.

O mais difícil e as vezes doloroso, é quando chega o momento de nossas aposentadorias, isso para aqueles policiais, que não perderam suas próprias vidas defendendo á própria sociedade, ai vem, as descriminações dos governos que acham, e que tem em nós, POLICIAIS APOSENTADOS, como se fossemos um encosto, como também dos nossos próprios colegas de profissão, onde isso ocorre principalmente com aqueles policiais novatos, mas, porém não sabem eles, que nós, somos os espelhos deles no futuro, tudo isso acontece de fato, e o que mais grave ainda, acontece aqui no estado do ceara, quando o governo do estado através da PGE, não quer reconhecer um direito adquerido de acordo com LEI Nº 51/1988, quando essa lei fala que o policial civil ao aposentar-se, terá seus direitos inviolável com relação á sua PARIDADE e INTEGRALIDADE SALARIAL, ai mesmo tendo esses direitos por lei, temos que ingressar na justiça em busca desses nossos direitos adqueridos e reconhecidos por lei. Mas, ainda bem que justiça cearense vem reconhecendo esses direitos concedendo aos policiais civis do estado do ceara, com LIMINARES, e até os MÉRITOS FINAIS dessas ações. Esse fato que eu considero grave contra os policiais civis do ceara, e que fere frontalmente á nossa constituição federal, vem acontecendo até quando nossas aposentadorias são transitadas e julgadas pelo TCE/CE.

Outra ação grave e humilhante do estado contra o policial civil ao se aposentar, é que o mesmo tem que entregar suas armas para instituição, e caso o policial quera portar arma para sua defesa pessoal, no que reza na constituição, e na sua carteira funcional, o policial tem que comprar sua própria ARMA e MUNIÇÕES, registrar na POLÍCIA FEDERAL. Ai eu pergunto e aquele policial civil, que tanto combateu o crime, cara á cara com bandido, não tem condições financeira para isso, como fica ?. Onde nos EUA, o policial ao se aposentado recebe da instituição UMA PISTOLA, afora um salario invejável . Tudo isso acontece com policiais civis, sem se fala nos péssimos salários, e sem uma assistência médica adequada para ele e sua família.

É por isso mesmo que vem ocorrendo essa violência toda em nosso estado, agora imigrando para os interiores do estado , assim como em toda BRASIL. Por isso que eu digo, “Os policiais assim como os professores são de grande importância para o país, no entanto, enquanto não se valorizar nenhum dos dois profissionais teremos um país ignorante e violento.”

“Quem é policial sabe a que horas irá acordar todos os dias, porém, nem sempre sabe se irá dormir naquele dia. Escolher ser policial é escolher viver para atender as outras pessoas e em muitos casos se sacrificar. Uma profissão que merece mais valorização, pois se escolhe o trabalho acima da família todos os dias.”

sexta-feira, 17 de junho de 2016

SERVIDORA PÚBLICA CEARENSE RECLAMA DO PÉSSIMO ATENDIMENTO DO ISSEC

 

Boa noite a todos! Venho aqui expressa a minha indignação com o Issec,porque é a segunda vez que vou fazer uma mamografia e o plano não autorizou porque esta sem recursos 😠 fiquei muito zangada , porque tem que está na clinica as 6h da manhã e o Issec abre as 8h pra dizer que não tem verba! Isso é uma vergonha porque tinha idosos desde as 5:30 da manhã muita gente esperando atendimento isso é revoltante,o senhor governador podia ir a publico e dizer logo que o Issec está falido ,so assim evitava que as pessoas passassem por esse constrangimento

POLICIAL MILITAR CEARENSE FAZ DESABAFO


Gostaria de saber porque a IRSO só está sendo oferecida ao policiamento especializado? 
A policia militar é uma só , mas o governo faz questão de dividir cada vez mais a tropa. Nós que fazemos a outra Polícia  (Ronda e POG) também temos família necessitamos ganhar um pouco mais, peço as associações e também ao Cap Wagner é o Cabo sabino,   que tente saber a versão do comando geral sobre o porque da exclusão de mais 90% da Polícia nao poder fazer às tão sonhadas horas extras.
Todos os dias da minha folga saio de casa pra fazer um bico como Vendedor de agua pq nao aguento mais fazer os chamados zigs arriscando minha vida sozinho em um posto de gasolina ou fazendo escolta de vendedores de cigarro . 
Comando geral ajude a tropa dos comuns....
#Quero fazer a IRSO também

quinta-feira, 16 de junho de 2016

MEGA TRAFICANTE BRASILEIRO É EXECUTADO NO PARAGUAI


O megatraficante brasileiro Jorge Rafaat Toumani, o "Rei da Fronteira", morreu fuzilado em um tiroteio na noite desta quarta-feira, emboscado no centro de Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia onde vivia como suposto empresário de segurança privada, na fronteira com Ponta Porã (MS). A família sepultou o corpo nesta quinta-feira em solo brasileiro, no cemitério local da cidade sul-mato-grossense. A segurança foi reforçada na cidade e as polícias Civil e Militar estão em alerta.
O bando motorizado que o atacou usou armamento de guerra e artilharia anti-aérea: fuzis e uma metralhadora Browning M2 .50, escondida dentro de uma caminhonete para parar o jipe Hammer preto blindado do narcotraficante Rafaat. O que se seguiu foi uma intensa troca de tiros entre quadrilhas por toda a cidade. A Polícia Nacional do Paraguai também interveio e trocou tiros com os bandidos. Sete suspeitos foram presos. Um brasileiro suspeito de ter feito os disparos contra Rafaat está internado em uma clínica privada em Assunção, capital do Paraguai.
Eram cerca de 18h45 quando Rafaat foi emboscado em uma cena de proporções cinematográficas nas principais ruas de Pedro Juan Caballero, como a Avenida Teniente Herrero. Ele não teve tempo de reagir. Seus guarda-costas estavam em outras picapes e perseguiram os rivais por algumas quadras. "Avisem a polícia, tem um tiroteio imenso acontecendo agora perto da Igreja San Gerardo, tem muita gente aqui", pediu socorro um homem conforme áudio no Whatsapp.
Publicidade
Conforme o jornal paraguaio ABC Color, Rafaat recebeu dezesseis tiros disparados por um bando de pistoleiros e seus capangas conseguiram revidar. Ele morreu na hora, sentado ao volante da Hammer. Um vídeocapturado por câmeras de segurança e divulgado pela imprensa paraguaia mostra parte do confronto no trânsito. Uma Toyota de cor clara passa à frente do comboio que protegia a Hammer de Rafaat e inicia os disparos de .50 logo após o cruzamento, enquanto as pick-ups de seguranças dele ficaram paradas. Em seguida, os homens do traficante descem armados com fuzis, disparam algumas vezes e correm. Mas o carro do chefe já estava fuzilado adiante.
Segundo a imprensa paraguaia, ele já havia sido alvo te um atentado anterior da facção brasileira Primeiro Comando da Capital (PCC), também agora suspeito do ataque fatal. Rafaat teria assumido nos anos 2000 rotas do tráfico antes operado pelo então maior traficante do país, Fernandinho Beira-Mar. Ele já era alvo da Justiça brasileira em ao menos cinco ações penais crimes como tráfico internacional, associação criminosa e lavagem de dinheiro.
A morte levou terror à região de fronteira e despertou a atenção das forças policiais paraguaias e brasileiras. A Força Nacional havia sido enviada à região. A Polícia Federal também está em alerta e o investigava há mais de dez anos. Lojas de pneus que seriam de propriedade de Rafaat foram incendiadas. Ele vivia supostamente como empresário de segurança privada na região.
Ele o irmão Jospeh Rafaat foram condenados em 2014 pelo juiz Odilon de Oliveira da Justiça Federal em Campo Grande (MS). Eram donos da Fazenda São Rafael, na qual funcionava um laboratório de produção refino da pasta base de cocaína bruta. E também estavam envolvidos em duas remessas milionárias de drogas para o Brasil, uma de 488 quilos e outra de 492 quilos de cocaína. Jorge Rafaat pegou 47 anos de prisão ao todo e multa de 403.800 reais. O irmão, a 15 anos de prisão e multa de 83.200 reais. Ambos ainda recorriam da condenação.
Na ocasião, o juiz confiscou sete aviões, dezenas de veículos de luxo, reboques e caminhonetes, uma lancha, ao menos seis fazendas e outros seis imóveis residenciais dele no Brasil e no Paraguai. Rafaat já havia sido preso antes e controlava rotas para atravessar maconha e cocaína para o Brasil e enviar para entrepostos no interior do país.
Rafaat era conhecido na região como "Patrão", "Seu Jorge" e "Turco". Ele também respondia a ação penal por crime contra o sistema financeiro nacional, por operar uma casa de cambio clandestina. A sede ficava no lado paraguaio, mas ele operava transações internacionais a partir de Ponta Porã e usava uma linha telefônica brasileira, conforme a denúncia do GAECO do Mato Grosso do Sul. Para o Ministério Público, ele era dono da casa de cambio Western Union DHL. Para a defesa, não. Rafaat era violento ao cobrar os créditos dos clientes e chegou a praticar torturas, segundo os investigadores.


TAGs:
Tráfico de Drogas