domingo, 31 de julho de 2016

Ataques: Governo do RN solicita apoio do Exército Brasileiro


Na mensagem divulgada em redes sociais, Robinson diz: "Solicitei apoio das tropas do Exército para se somarem às nossas destemidas polícias no trabalho para garantir a segurança da população do Rio Grande do Norte. Desde ontem tenho mantido contato com o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, com o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, com o ministro da Defesa, Raul Jungman e com a direção nacional da Polícia Federal. Aqui, todas as forças de segurança permanecem em total atenção para retomarmos a normalidade. Estou no aguardo da liberação das tropas pela presidência da República", postou o governador em redes sociais.
Segundo a assessoria de comunicação do Governo do Estado, Robinson Faria já tratou do assunto com os ministros da Casa Civil, Defesa e Justiça. O pedido formal está sendo encaminhado neste domingo.





Quem matou os três PMs de Quixadá?



Há exatamente um mês atrás três policiais militares foram covardemente assassinados quando exerciam seu mister profissional e até hoje não foi dado nenhuma resposta concreta na elucidação deste trágico acontecimento. É preciso que haja punição para estes bandidos que além de tirarem a vida de pais de família desafiaram o estado democrático  de direito cometendo referida atrocidade. O Estado tem obrigação de amparar os profissionais da segurança pública dando aos mesmos condições de trabalho e salários  dignos para desempenharem tão árdua missão. 


 
“Queremos buscar a verdade, não importa aonde ela nos leve. Mas para encontrá-la, precisaremos tanto de imaginação quanto de ceticismo.
Não teremos medo de fazer especulações, mas teremos o cuidado de distinguir a especulação do fato.”

Carl Sagan


sábado, 30 de julho de 2016

sexta-feira, 29 de julho de 2016

POPULAÇÃO DE NOVA OLINDA CEARÁ VIVE CLIMA DE INSEGURANÇA

Município vive 'instabilidade'

 

  
 Em maio, o prédio onde funciona o Fórum da Cidade foi atacado. A Polícia Civil investiga o caso

A morte, no mínimo, suspeita do prefeito de Nova Olinda, Francisco Ronaldo Sampaio (PDT), na última quarta-feira (27) ocorre em um momento definido como "de instabilidade" pelo promotor de Justiça da comarca, Daniel Lira. Paralelo à situação delicada da administração local, em que o gestor e outros funcionários do município são investigados por irregularidades na lida com o dinheiro público, os moradores da cidade de aproximadamente 15 mil habitantes ainda têm de lidar com situações de violência que envolvem o tráfico de drogas e interesses políticos.

>Exames em evidências podem explicar morte

Em maio deste ano, o Fórum da cidade foi atacado. Documentos de apurações sobre pessoas suspeitas de envolvimento com o tráfico de drogas foram destruídos e o promotor de Justiça sofreu ameaças.

Antes disso, em dezembro do ano passado, há relatos de um radialista, que teria sofrido ameaças e agressões após tecer comentários em uma rádio local. O aviso era para "ficar calado ou morreria".

Já em 2012, havia sido o irmão do então prefeito da cidade, a ser encontrado morto com um tiro na cabeça, dentro de um carro, em local afastado.

Segundo o promotor de Justiça, há muito o que ser ainda apurado. Contudo, ele diz não enxergar, a princípio, nenhuma ligação entre as ocorrências. "Nova Olinda é uma cidade como tantas outras, que repousa numa aparente mansidão, mas que nos porões do poder há muito o que ser investigado, feito e descoberto. A partir do momento em que os órgãos de investigação começam a se aproximar da autoria e materialidade dos eventos criminosos, muita gente se incomoda", comentou.

Lira afirma que, mesmo tendo sido diretamente ameaçado no episódio ocorrido no último mês de maio, não recuou nas ações que vinha desenvolvendo. "Sobre o atentado ao Fórum, as investigações ainda estão em curso, pela Polícia Civil e Ministério Público. Mais detalhes não podem ser revelados, no intuito de identificar os reais autores. Um vigilante foi preso e o Inquérito está em fase de conclusão".

Resultados

O titular da Delegacia Regional do Crato, delegado Diogo Galindo, exaltou a atuação das Polícias e do Poder Judiciário em Nova Olinda. Conforme o investigador, que apura as circunstâncias da morte do prefeito do Município, eventos como o atentado ao Fórum seriam em resposta aos resultados dos trabalhos.

"A reação com violência, como as ameaças ao promotor e o ataque ao Fórum, são frutos de um trabalho desenvolvido pelo Ministério Público, Polícia Civil e Polícia Militar, no sentido de coibir práticas de improbidade administrativa, tráfico de drogas e porte de armas no município. De fato, é comum quando há a atuação forte do Estado, as pessoas se rebelem no princípio, faz parte do processo de combate ao crime. Há a reação momentânea, que vai sendo sufocada. Algumas pessoas vão deixando o Município, outras sendo presas, mas tentam retaliar as instituições. É reflexo do bom trabalho naquela região", apontou.

CEARÁ: PRESO AFIRMA HAVER FUGIDO 315 PRESOS DO IPPOO

Resultado de imagem para ALGEMASS

Segundo presidiário, o número de 183 fugitivos num único dia, informado pelo Governo, na verdade seria de 315

Presidiário afirmou que número de fugas foi bem maior do que o divulgado

A crise no sistema carcerário cearense parece ser pior do que se imagina. Nesta quinta-feira (28), o programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT, entrevistou um presidiário que estava foragido do Instituto Penal Professor Olavo Oliveira II (IPPOO II), em Itaitinga, desde o início deste mês.

Durante a entrevista concedida depois de sua captura, o preso, identificado como Paulo César, denunciou que o número de fugitivos divulgado pelo Governo do Estado não estava certo.

Conforme a Secretaria de Justiça, no último dia 14 de julho (dia em que Paulo César fugiu da cadeia), 183 internos do IPPOO II teriam escapado. Quando perguntado se ele teria escapado sozinho, a resposta foi enfática. “Não. Foram 315. O número que eles falaram de 180, na verdade, são 315”, contou.

quinta-feira, 28 de julho de 2016

Pistolas não disparam se chacoalhadas

Toda a arma é projetada para que o disparo seja provocado apenas pelo acionamento do gatilho. Atirar quando chacoalhada não é um comportamento normal de uma arma, uma vez que todas elas são testadas e aprovadas para uso antes de serem entregues.
O que pode explicar um tiro acidental numa situação dessas, quando a arma é chacoalhada, é uma peça ou componente com problema. O funcionamento de uma pistola, um equipamento sensível por natureza, pode ser prejudicado tanto pela adulteração de peças como pela simples falta de manutenção adequada e frequente.
“Caso a arma dispare porque chacoalhou, provavelmente não teve manutenção ou alguma peça foi adulterada”, explica o perito Domingos Tocchetto. “A pistola deve passar por análises e testes e, se houve falha em qualquer peça, ele passa por manutenção e é submetida a nova avaliação antes de ser colocada em campo novamente”, diz.
“Em casos extremos, quando mesmo após manutenção a arma não oferecer segurança para o atirador, o equipamento é substituído”, completa o perito.
A Taurus orienta que todo usuário faça manutenções periódicas em suas armas, mantendo as peças lubrificadas com o óleo adequado de acordo com as recomendações do manual do proprietário.
A recomendação é que pistolas passem por manutenção quando nova, antes do primeiro uso, uma vez por mês, após cada uso e a cada 200 disparos. A manutenção também deve ser feita toda vez que a arma for submetida a condições adversas, como quedas, chuva, água do mar, poeira, neve, areia e sempre que houver suspeita de mau funcionamento.

CEARÁ: ADOLESCENTE FOI PAGO PARA MATAR PM



O jovem que afirma ter matado o militar fugiu por duas vezes do Centro Socioeducativo Patativa do Assaré, situado no bairro Ancuri ( Fotos: JL Rosa )
Juiz Manuel Clístenes Gonçalves, da 5ª Vara da Infância e Juventude, criticou as constantes fugas de infratores

A morte do sargento da Reserva Remunerada da PM Francisco Moésio Pinheiro Barbosa, 55, foi encomendada. O adolescente de 17 anos que efetuou o disparo contra o policial afirmou à Polícia que fora contratado, junto com um comparsa, ao valor de R$ 6 mil. O sargento foi assassinado com um tiro dentro de um mercadinho no bairro Carrapicho, município de Caucaia, Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) no último dia 15.

Ontem, o adolescente recebeu a determinação judicial de internação, em audiência ocorrida na 5ª Vara da Infância e Juventude de Fortaleza. Sendo assim, o jovem deverá permanecer recolhido em algum Centro Socioeducativo no prazo de seis meses a três anos.

A reportagem apurou, no entanto, que o adolescente já havia sido apreendido outras vezes. E fugiu em duas ocasiões, da mesma unidade socioeducativa. A estratégia utilizada nas duas fugas foi a mesma.

De acordo com uma fonte ligada ao Sistema Socioeducativo, o adolescente escapou em 28 de fevereiro de 2015 e em 1º de abril de 2016 do Centro Educacional Patativa do Assaré. Nas duas ocasiões, utilizou uma corda artesanal feita com lençóis, conhecida como 'Tereza'. E pulou, junto com outros jovens, por um mesmo espaço do muro, em ambas as fugas.

O adolescente contou à Polícia que, na tarde do último dia 15, estava acompanhado de Carlos Anderson Rodrigues, 22. O adulto pilotava uma motocicleta e o adolescente ia na garupa. Os dois haviam sido contratados por R$ 6 mil para assassinar o sargento da Reserva Remunerada. Conhecido naquela região, o militar acabou baleado dentro do mercadinho que costumava frequentar, próximo à residência em que morava.

Baleado, o policial ainda foi levado ao Instituto Doutor José Frota (IJF), no Centro de Fortaleza, mas não sobreviveu.

Carlos Anderson foi preso ainda naquele dia. O adolescente foi apreendido na última segunda-feira (25) em Quiterianópolis, a aproximadamente 410Km de Fortaleza.

Medidas

O juiz titular da 5ª Vara da Infância e da Juventude, Manuel Clístenes de Façanha e Gonçalves, destacou as duas fugas do adolescente bem como o histórico dele em atos infracionais como fatores que pesaram na medida socioeducativa aplicada.

"A questão das fugas complica a violência em Fortaleza e no Estado. São vários os casos de adolescentes que fogem dos Centros e praticam atos infracionais mais graves que os que já haviam cometido. A quase totalidade dos que fogem são apreendidos por novos atos infracionais graves como homicídio qualificado, latrocínio. Se esse adolescente estivesse internado, será que o policial teria sido morto? Não se sabe. Mas sabemos que um foragido fez isso. Já são 417 adolescentes foragidos de Centros Educacionais neste ano, em Fortaleza. Outra questão que observamos: houve uma fuga por um ponto vulnerável e, mais de um ano, não foi corrigido", disse.

http://diariodonordeste.verdesmares.com.br/cadernos/policia/adolescente-foi-pago-para-matar-pm-1.1590724

quarta-feira, 27 de julho de 2016

ESTADO ISLÂMICO DEGOLA PADRE NA FRANÇA.




Padre morre degolado após ser feito refém do Estado Islâmico em igreja da França



Policiais e bombeiros franceses nos arredores da igreja da Normandia onde agressores se entrincheiraram com reféns. FOTO: AFP / VÍDEO: EL PAÍS VÍDEO
Um padre morreu degolado e outra pessoa está gravemente ferida após um ataque com captura de reféns numa igreja da Normandia (norte da França), na manhã desta terça-feira. A polícia francesa matou os dois sequestradores que invadiram o templo armados com facas e mantiveram cinco pessoas sequestradas entre 10h e 11h (5h e 6h, pelo horário de Brasília). O presidente francês, François Hollande, confirmou que os dois terroristas gritaram que pertenciam ao Estado Islâmico (ISIS, na sigla em inglês). O Estado Islâmico "declarou guerra contra nós", advertiu Hollande, que alertou ainda que a "ameaça continua sendo muito elevada". O presidente, mais uma vez, defendeu que o país permaneça unido, em mensagem dirigida a "todos os franceses".

O pároco morto se chamava Jacques Hamel e tinha 84 anos, segundo informações do arcebispo de Rouen, Dominique Lebrun. O porta-voz da Santa Sé, Federico Lombardi, declarou que o papa Francisco foi informado e sente “dor e horror” por “esta violência absurda”.
Segundo o jornal Le Parisien, os dois agressores chegaram à igreja de Saint Etienne du Rouvray, uma localidade rural perto de Rouen, a capital da Normandia, pouco antes das 10h, durante uma missa. Entraram pela porta traseira e a fecharam em seguida. Uma vez lá dentro, mantiveram o pároco, duas freiras e dois fiéis como reféns durante cerca de uma hora. Uma terceira freira conseguiu fugir e avisou as autoridades.
A polícia abateu os sequestradores quando estes saíram ao átrio da igreja. “Obviamente é um drama para a comunidade católica e cristã, uma situação dramática que enfrentamos novamente menos de duas semanas depois da tragédia de Nice”, afirmou Pierre-Henry Brandet, porta-voz do Ministério do Interior. Segundo fontes policiais citadas pelo jornal Le Figaro, um dos assaltantes usava barba e cobria a cabeça com uma chachia, espécie de touca usada por muçulmanos.


Brandet declarou à cadeia BFMTV que a igreja está sendo vasculhada em busca de possíveis artefatos explosivos. O porta-voz do Ministério do Interior evitou se pronunciar sobre “as motivações e o perfil” dos autores do ataque, mas admitiu que se trata de uma “ação violenta deliberada e certamente preparada”, acrescentando que “a prioridade era a neutralização” dos sequestradores.
O Papa Francisco, segundo o porta-voz do Vaticano, manifesta sua “condenação mais absoluta a toda forma de ódio e reza pelas pessoas agredidas”. Segundo Lombardi, Jorge Mario Bergoglio e seus colaboradores estão especialmente consternados porque “o bárbaro assassinato do sacerdote e a agressão aos fiéis” aconteceram “dentro de uma Igreja, um lugar sagrado onde se anuncia o amor de Deus”. O Vaticano expressou sua solidariedade à Igreja francesa, à arquidiocese de Rouen e a todo o povo da França.
O novo ataque ocorre em pleno alerta antiterrorista na França, apenas 12 dias depois de um homem matar 84 pessoas ao atirar um caminhão sobre a multidão que comemorava o 4 de Julho, data nacional francesa, na cidade de Nice, num ataque reivindicado pelo Estado Islâmico (EI). As igrejas católicas são consideradas um dos alvos prioritários para os jihadistas. Em abril de 2015, as autoridades já evitaram um ataque a uma delas na localidade de Villejuif, nos arredores de Paris. Um estudante franco-argelino de 24 anos, Ahmed Ghlam, foi detido antes de conseguir executar seu plano, mas teria matado uma jovem de 32 anos, Aurélie Châtelain, ao tentar roubar o carro dela durante a preparação do frustrado atentado.



PREFEITO DE NOVA OLINDA CE É ENCONTRADO MORTO NA FLORESTA DO ARARIPE



Após quase seis horas de buscas, o prefeito de Nova Olinda, Francisco Ronaldo Sampaio (PDT), foi encontrado morto, por volta das 14h30, no sítio Zabelê, trecho da CE-292 entre Nova Olinda e o Crato, após desaparecer na Floresta Nacional do Araripe.

Ronaldo Sampaio havia sumido no início da manhã, quando parou seu veículo em que viajava na rodovia que liga os municípios de Crato e Nova Olinda. De acordo com informações da chefe de gabinete, Maria da Conceição Sampaio, a qual viajava com o prefeito, ele teria estacionado o carro modelo Corola no acostamento da CE e caminhado em direção à mata da floresta, sob a justificativa de que iria urinar e não voltou mais.

A chefe do gabinete esperou então, sem sucesso, o regresso do prefeito e, cerca de uma hora após ele ter saído em direção à floresta, acionou as Polícias Militar e Ambiental e o Corpo de Bombeiros. O trabalho de buscas teve início por volta das 8h30 e contou com cerca de 50 homens, entre militares e populares, tendo o auxílio aéreo de um helicóptero. Por volta 14h30, um agricultor residente no Sítio Zabelê encontrou o prefeito enforcado distante 80 metros de onde o carro estava estacionado.

Investigação
Ronaldo Sampaio e o chefe de gabinete dos anos de 2014 e 2015, José Alyson dos Santos Silva, estão sendo investigado por suspeita de contratação de funcionário “fantasma”. Os dois foram, inclusive, afastados de suas funções por decisão judicial, motivada por uma ação civil pública proposta pelo Ministério do Estado do Ceará (MPCE), que instaurou processo contra o prefeito em novembro do ano passado.
Entre 2014 e 2015, Ronaldo empregou Viviane Chaves dos Santos, até então namorada dele, admitida como psicóloga do município, mesmo sem nunca ter ido trabalhar lá. Alyson foi indiciado no processo por ter forjado provas e tentado atrapalhar o curso das investigações. Além dos dois, está sendo acusado de ato de improbidade administrativa o secretário de Saúde de Nova Olinda, Pedro Neto de Sousa.
Além do afastamento, os bens do prefeito e dos demais envolvidos foram bloqueados como forma de “viabilizar as pretensões ressarcitória e indenizatória de Nova Olinda, município que ostenta um dos menores IDHs do Estado”. Também foi decretada a quebra dos sigilos bancário e fiscal no período de fevereiro de 2014 a setembro de 2015.

OFICIAIS DA PM E BOMBEIROS ENTREGAM SEUS CARGOS EM PROL DO REAJUSTE SALARIAL DA CATEGORIA


OFICIAIS DA PM E BOMBEIROS ENTREGAM SEUS CARGOS EM PROL DO REAJUSTE SALARIAL DA CATEGORIA

Sem certezas específicas com relação ao reajuste salarial da categoria de policiais e bombeiros militares do Estado do Ceará, o Governo terá que dar uma resposta imediata aos profissionais de segurança pública. 

Cerca de 140 oficiais decidiram, no começo desta semana, colocarem seus cargos de chefia à disposição do Governo. O objetivo dos militares é pressionar a implantação do reajuste salarial. Já estamos indo para o oitavo mês do ano sem nenhum retorno. 

Em campanha, o governador se comprometeu com os militares cearenses a revisar o sistema de promoções e a implantar a média salarial do Nordeste. A primeira promessa ele já cumpriu, promovendo quase 10 mil homens. A segunda ainda está no campo de análise. Campo esse que parece não ter mais fim! 

A última resposta que a Associação dos Profissionais de Segurança (APS) teve é que a tabela, construída pelas associações, estaria em análise na Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag). Não entendemos o por que dessa verificação da tabela leve tanto tempo para uma resposta!

Só nas últimas horas, o movimento dos oficiais ganhou força nas redes sociais. O número de profissionais a entregarem seus cargos de direção e assessoramento deve aumentar.

Diariamente os profissionais de segurança pública nos indagam sobre essa resposta definitiva, e necessitamos de um esclarecimento. 

Camilo, seu lema é o “Governo do Diálogo”, e por que esse diálogo parou já tem muitas semanas? O tempo está passando e seguimos com uma categoria desestimulada. 

A APS solicita de forma urgente uma resposta. O reajuste é algo de direito e precisamos desse retorno. Crise não se resolve com conversa e sim com ações! 

#MenosDiálogo, #MaisAções, #CadêoReajuste, #APSLuta!

FONTE APS

terça-feira, 26 de julho de 2016

CEARÁ: FOTOS DE PRESOS USANDO CELULARES REPERCUTIU MUNDIALMENTE


*FOTO DE DETENTOS COM CELULARES DENTRO DE PRESÍDIO  NO CEARÁ CIRCULOU NO MUNDO TODO*
_Foto de dezenas de presos usando celular vira vexame no mundo: 'medalha de ouro do crime'_*

_Brasil vira piada em todo o planeta por situações absurdas que acontecem até em presídios.
Uma foto de um presídio brasileiro está repercutindo nas redes sociais de todo o mundo. Ela mostra dezenas deprisioneiros com celulares na mão. Alguns parecem mexer na internet, enquanto outros falam no aparelho telefônico. A Secretaria da Justiça e da Cidadania do Ceará, estado onde o flagra foi realizado, estaria investigando as imagens. O material foi levado para o setor de inteligência da Polícia. No entanto, a Secretaria diz que apesar dos rumores, ainda não é possível dizer 100% de certeza que as imagens foram realmente feitas no estado. Pessoas que divulgaram as imagens, no entanto, dizem que a foto é sim de um presídio da região._

_De acordo com o G1, uma das possibilidades é que a foto tenha sido feita na Casa de Privação Provisória de Liberdade Professor Clodoaldo Pinto, em Fortaleza. A Secretaria nega as informações. Um agente penitenciário conversou com o G1 e disse que essa unidade em si está controlada para o uso de celular, mas que unidades vizinhas no mesmo complexo de prisões tem sim prisioneiros que ficam completamente soltos em quadras e pátios. Um vídeo dos presos falando ao celular também foi divulgado na web. O agente diz que as imagens podem não ser recentes, mas que se forem provavelmente o caso aconteceu nas unidades cinco e seis, onde a segurança seria reduzida e os presos ficariam soltos._ 

_Os presídios brasileiros sempre foram alvo da falta de perícia e segurança, seja pela falta de verba ou de vontade dos governos responsáveis por cada um deles. Até hoje, a questão do celular jamais foi realmente totalmente proibida, nem mesmo pela Justiça. Essa situação se contrasta com outras proibições, como a do WhatsApp, o aplicativo telefônico já foi bloqueado em todo o território nacional diversas vezes. Atualmente, operadoras telefônicas conseguem vetar o sinal em uma região, mas sempre alguns moradores próximos ficam afetados. De qualquer forma, existem bloqueadores de telefone, mas esses são pouco usados em presídios brasileiros. Pelo visto, alguém quer deixar os presos se comunicarem com o lado de fora._

Baixos salários desmotiva tropa PM




Eu só queria perguntar o que eleva a auto estima do policial trabalhar com os baixos salários e o risco eminente de perder a vida. Como o profissional de segurança pode desempenhar um trabalho satisfatorio? porque só quem pode dar uma condição digna de trabalho  e também financeira são os que governam esse estado que pelo o visto não estāo nenhum pouco preocupados afinal de contas não estão nas ruas arriscando suas vidas porque até por eles o policial arisca a vida para fazer a sua segurança.

ATENTADO A FACA NO JAPÃO DEIXA 15 MORTOS



Pelo menos 15 pessoas morreram, quatro estavam com parada cardíaca e 45 ficaram feridas após um ataque realizado por um homem com uma faca em uma instituição para pessoas com deficiência no Japão nesta terça-feira (25), informou a emissora NHK.
A polícia em Sagamihara, Kanagawa, cerca de 40 km a sudoeste de Tóquio, prendeu um homem de 26 anos e ex-funcionário da clínica, disse a mídia japonesa.
De acordo com as reportagens, funcionários chamaram a polícia às 2h30 no horário local, com relatos de um homem armado com uma faca na instituição Tsukui Yamayuri Garden.
A agência Kyodo afirmou que o homem se entregou em uma delegacia.

segunda-feira, 25 de julho de 2016

CONTRATAR AGENTES PENINTENCIÁRIOS PROVISÓRIOS É INCONSTITUCIONAL




Governo quer contratar Agentes Penitenciários Provisórios

No caso da contratação dos provisórios, é de uma inconstitucionalidade gritante, do ponto de vista da ciência do Direito. Se assim for acatada, é de se imaginar que amanhã também se contratarão “POLICIAIS MILITARES PROVISÓRIOS”, “JUÍZES PROVISÓRIOS”, “PROMOTORES PROVISÓRIOS”, “DEFENSORES PÚBLICOS PROVISÓRIOS”, “PROFESSORES”, “MÉDICOS PROVISÓRIOS", "GOVERNADOR PROVISÓRIO", ETC. Conclui-se que é uma saída perigosa a ser usada pelo governo cearense. 
Se Assembleia Legislativa aprovar a tal Lei Complementar, o erro da contratação dos agentes penitenciários temporários já está decretado!

domingo, 24 de julho de 2016

sábado, 23 de julho de 2016

ATIRADOR MATA NOVE E PRATICA SUICÍDIO EM MUNIQUE NA ALEMANHA


Um atirador matou ao menos nove pessoas na cidade alemã de Munique nesta sexta-feira (22) e depois teria cometido suicídio, informou a polícia local. Segundo a corporação, o responsável pelo ataque é um rapaz de 18 anos com nacionalidade alemã e iraniana. Pelo menos 21 pessoas ficaram feridas, sendo que 16 estão internadas, três delas em estado grave. 

D
Segundo o chefe da polícia de Munique, Hubertus Andrä, o incidente teve início em uma filial do McDonald's anexa ao shopping center Olympia, nos arredores do estádio olímpico de Munique. Depois, o atirador entrou no centro comercial. Um corpo, que seria o do criminoso, foi encontrado nos arredores do centro comercial.

De acordo com Andrä, o suspeito era morador de Munique há pelo dois anos. Ao contrário dos relatos de testemunhas feitos mais cedo, o atirador usou uma pistola, e não uma arma de cano longo. Questionado sobre quantos tiros foram disparados e o tipo de arma usada, Andrä disse que, como a investigação está em andamento, a polícia não divulgaria estas informações.

Mais cedo, autoridades buscavam três atiradores. Segundo Andrä, duas pessoas vistas deixando o local dos ataques em um veículo inicialmente foram consideradas suspeitas, mas foram descartadas com base nas imagens de câmeras de segurança. A polícia acredita que o atirador agiu sozinho.

VÍDEO EM REDES SOCIAIS MOSTRA ATIRADOR EM TELHADO DE SHOPPING

'Não sei se meu filho está vivo ou morto'

Segundo o chefe de polícia, os nomes das vítimas só serão divulgados depois que as famílias forem avisadas sobre as mortes. Há adolescentes entre os falecidos e crianças entre os feridos.

Entre os que buscavam informações sobre vítimas estava a família de Souleyman Daitzik, que visitou quatro hospitais em busca de informações sobre seus filhos, uma menina e um menino. Eles foram ao shopping no começo da tarde, antes do início do tiroteio. A jovem apareceria nas imagens no tiroteio no McDonald's vestindo uma blusa vermelha e correndo, afirma a família. O menino foi baleado, e a família tenta descobrir o seu estado. "Não sei nem se meu filho está vivo ou morto", afirmou Daitzik ao "New York Times".

A polícia disse não conseguir confirmar, no momento, a veracidade dos relatos de que o atirador teria gritado "Eu sou alemão" durante o ataque, e pediu para que os cidadãos enviem vídeos do momento à corporação. Autoridades estimam que mais de 100 pessoas tenham testemunhado o tiroteio.

Por enquanto, as autoridades não têm indícios da motivação do ataque. Até o momento, nenhum grupo assumiu a autoria do atentado. O chefe de polícia afirmou, no entanto, que não havia mais perigo em Munique.

Mais de 2 mil policiais mobilizados

Uma grande operação de segurança foi realizada em Munique, com mais de 2.300 policiais mobilizados em toda a Alemanha, além de forças de Áustria e Suíça. Lugares públicos foram esvaziados, e a polícia pediu para que não fossem postadas imagens nas redes sociais. "Não apoie os criminosos", escreveu a polícia. O transporte público foi suspenso e retomado no começo da madrugada (hora local).

A primeira ligação de uma testemunha para os serviços de emergência foi registrada às 17h50 (hora local; 12h50 de Brasília) e alertava sobre um tiroteio em duas ruas próximas ao shopping Olympia, que fica em uma zona residencial e tem um total de 135 estabelecimentos.

O shopping foi esvaziado. Nas redes sociais, por meio da hashtag #OffeneTür (portas abertas), moradores de Munique ofereceram abrigo aos que estavam nas ruas sem ter como se deslocar. Hotéis e até mesquitas também se dispuseram a receber os que estavam sem abrigo.

Vários agentes rodearam o centro comercial e helicópteros sobrevoaram a região. O estabelecimento fica próximo do local onde um comando palestino fez atletas israelenses de reféns durante os Jogos Olímpicos de 1972.

O Itamaraty disse que, até agora, não há informações sobre brasileiros entre as vítimas em Munique e que o consulado do Brasil acompanha os acontecimentos.

Merkel em silêncio

A chanceler Angela Merkel ainda não se manifestou publicamente sobre o ataque em Munique, mas comandará neste sábado (23) uma reunião de emergência do conselho de segurança alemão. Pelo Facebook, o governo alemão se disse solidário às vítimas e pediu compreensão por não poder emitir "opiniões nem especulações". Peter Altmaier, um dos assessores mais próximos de Merkel, declarou a um programa de TV alemão que nenhuma hipótese está descartada. O presidente alemão, Joachim Gauck, afirmou em nota oficial estar "profundamente chocado" com o ocorrido.

A Alemanha está em estado de alerta desde que um jovem de 17 anos invadiu um trem em Wurzburg e atacou com um machado os passageiros na última segunda-feira (18). No episódio, quatro pessoas ficaram feridas e o atacante, que teria jurado lealdade ao grupo terrorista Estado Islâmico, foi morto pelos policiais.

Até o momento, a polícia alemã disse não ter identificado qualquer indício de extremismo islâmico como motivação para o ataque. Apesar disso, uma testemunha afirmou à CNN ter visto um atirador gritando "Alá é grande" antes de disparar sua arma.

Por outro lado, uma outra testemunha disse à TV alemã RTL ter ouvido o atirador gritar "estrangeiros de m*rda", dando margem a um ato cometido por um militante de extrema-direita. A Alemanha tem sido palco de um avanço dessa ideologia, principalmente depois de o governo Merkel instituir medidas para facilitar o acolhimento de refugiados vindos do Oriente Médio e da África em meio à crise de imigração na Europa.

Atentado de 1972

Munique foi palco do maior atentado da história dos Jogos Olímpicos. No dia 5 de setembro de 1972, um grupo de terroristas palestinos da organização Setembro Negro invadiu a Vila Olímpica de Munique e ingressou nos dormitórios da delegação israelense. Duas pessoas foram assassinadas imediatamente e outras nove foram feitas reféns do grupo. Os terroristas pediram a libertação de 200 árabes prisioneiros em Israel e ameaçaram executar dois reféns a cada hora.

As competições tiveram que ser suspensas, enquanto seguiam as negociações entre os palestinos e as autoridades alemãs. A Vila Olímpica foi cercada por 4.000 policiais. Com a chegada da noite, a polícia convenceu o comando a seguir para o Cairo (Egito).

Dois helicópteros partiram com os oito palestinos e os nove reféns em direção ao aeroporto militar. Na chegada ao aeroporto, a polícia lançou um ataque que resultou na morte de 18 pessoas, entre elas os nove reféns, cinco terroristas palestinos, um policial e o piloto de um dos helicópteros.

Na última quinta (21), agência de monitoramento de terrorismo SITE informou que um canal de extremistas do aplicativo Telegram citou o atentado em Munique-1972 como exemplo para que terroristas possam fazer atentados nas Olimpíadas do Rio de Janeiro.
FONTE UOL